Como escolher a aceleradora ideal para sua startup

By 09/03/2017 November 6th, 2017 Aceleração

Escrito por Felipe Kleinübing, CEO da Repasse Rápido e empreendedor da segunda turma do Darwin Starter.

Gustavo Kuerten, ídolo do tênis brasileiro e mundial, costumava dizer que o sucesso nas suas famosas esquerdas paralelas estava na preparação do golpe. Posicionar bem os pés, dar o ombro para a bola, encontrá-la com a raquete à frente do corpo e gerar o topspin necessário para passar a rede – 16cm mais alta na paralela – e cair rapidamente dentro da quadra. Fazia parecer fácil, mas as aparências enganam.

Assim como nas quadras, a escolha da aceleradora “perfeita” para sua startup passa por uma boa preparação. Essa decisão pode mudar o rumo do seu negócio e, portanto, não deve ser feita ao acaso.

Assumindo que você já definiu que um programa de aceleração é realmente o caminho a ser seguido, recomendo que analise os itens abaixo:

Disclaimer: este artigo não tem intenção de ser a receita mágica para escolha de um programa de aceleração. Pretende, meramente, compartilhar a experiência própria de seu autor.

Momento Startup = Momento Aceleradora

No momento da escolha, o fit entre estágio de desenvolvimento da sua startup e o estágio de empresa que a aceleradora está buscando é um fator extremamente importante a ser levado em consideração. Te digo o porquê: se você está na fase da ideia e na busca por validação de hipóteses e a aceleradora busca por empresas mais maduras (com fortes indícios de product-market-fit ou growth), o programa pode ter metodologia e mentores excelentes mas nada fará sentido para ambos. Entenda qual o seu momento e verifique se ele condiz com o que é procurado pela aceleradora. Nem todas tem estas informações tão claras. Se estiver na dúvida, e não encontrar estas informações, pergunte.

Staff – Quem irá me apoiar

Indo direto ao ponto, você precisa buscar uma aceleradora que tenha em seu time:

  • Pessoas com um forte background empreendedor e operacional;
  • Time de mentores que coloquem a mão na massa e sejam engajados;
  • Acompanhamento psicológico ou carinhosamente VE (Válvula de Escape) – acredite, você irá precisar.

Um processo de aceleração é algo anormal. O que demoraria meses para acontecer, é realizado em semanas, ou até mesmo dias. A velocidade com o que as coisas ocorrem é fora do comum e o empreendedor recebe muita orientação, mentoria e conselhos. Por isso, nada melhor que ter uma equipe preparada e capaz do seu lado para te ajudar.

Metodologia

Durante o processo de aceleração da Repasse Rápido, uma das práticas que mais gostamos da metodologia do Darwin Starter foi o período de Seleção Natural. Um mês de namoro antes de casar que tinha por objetivo: (1) medir a capacidade de execução e entrega dos empreendedores; e (2) mostrar aos empreendedores tudo o que o programa de aceleração poderia lhes oferecer. Era o Darwin dizendo “OK, até agora vocês mostraram que são bons de papo mas queremos ver se entregam!”. Isso foi fantástico! A transparência criada e a metodologia para avaliar quais empresas iriam ou não continuar no programa nos motivou ainda mais a entregar e provar que tínhamos qualidade.

Fique sempre atento à metodologia utilizada pela aceleradora. Pesquise previamente, envie e-mail com suas dúvidas e aplique somente se estiver confortável com a forma de trabalho.

Parceiros

No nosso caso, este foi um ponto decisivo para escolha do Darwin como nossa aceleradora. Vimos que no quadro de parceiros figurava a Cetip que por sua vez tinha grande sinergia com nossa empresa e produto. Fazia muito sentido que estivéssemos nessa empreitada juntos. Assim sendo, pesquisamos bastante sobre o parceiro e sobre as formas nas quais poderiam nos agregar valor (e vice-versa), e fizemos questão de ressaltar isso ao longo do processo de seleção.

Um bom parceiro pode fazer a água virar vinho, abrir o Mar Vermelho e colocar sua startup em patamares que você e sua equipe iriam demorar muito mais tempo para atingir. O parceiro ideal está para startup assim como o Larry estava para o Guga. Direcionamento vindo das arquibancadas que faz diferença no match-point de Roland Garros.

Equity & Contrato

Nós empreendedores, em geral, não gostamos muito dessa parte mais técnica e burocrática. Nosso drive está em fazer o avião decolar sem saber/pedir autorização da torre de controle. Todavia, são fatores fundamentais quando da escolha da aceleradora.

Nós aplicamos para três programas de aceleração tendo sido aceitos em um além do Darwin Starter. Optamos pelo Darwin justamente pelo modelo contratual colocado e volume de participação societária tomado pela aceleradora. Houve transparência total desde o primeiro contato através do site, até o final do processo de seleção. E isso nos deu mais segurança perante o que havíamos recebido de outras aplicações.

Não entrarei em detalhes de outras propostas oferecidas por aceleradoras, mas recomendo que avalie as opções considerando os benefícios de curto, e principalmente, de longo prazo. Também sugiro buscar aconselhamento jurídico para todos os casos envolvendo contrato.

Por fim, busque contratos em que a boa-fé esteja evidente e que leve a performance da sua empresa em consideração.

Final tips

Gostaria de deixar aqui duas últimas dicas:

  1. Converse com empreendedores de batches anteriores. Eles fariam de novo?
  2. Caso seja aprovado: busque, corra atrás, pergunte, peça, exija, não tenha vergonha. Por padrão, todos os envolvidos estão ali para ajudar, aproveite isso!

E assim como acontecia em quase todas as oportunidades com o nosso Guga, espero que a escolha da aceleradora ideal para sua startup também seja um winner.

Leave a Reply