5 Dicas infáliveis para gestão descomplicada para startups

By 16/11/2017 November 17th, 2017 Não categorizado
Gestão descomplicada para startups focada em resultados

Gestão descomplicada para startups pode parecer ser  uma atividade complexa, devido às suas múltiplas tarefas com uma estrutura enxuta.

Por isso, um CEO deve ser capaz de controlar todo o processo: de produção à vendas, ainda administrar os recursos da empresa e lidar com o fator humano. Lembre-se: empresas são feitas de pessoas, por isso a importância de uma cultura organizacional forte, leia mais sobre aqui.

Tudo isso, sem perder de vista os prazos! Mas, nada de desespero! Gestão para startups pode se tornar uma uma tarefa fácil. Com algumas dicas simples, o processo de gerenciamento tem tudo para fluir com tranquilidade.

Para ajudar quem está dando os primeiros passos numa gestão para startups, ou que buscam aperfeiçoamento como gestores, preparamos uma lista com 5 passos simples e eficazes para garantir uma gestão descomplicada, ágil e de resultados. Não deixe de conferir a seguir:

 

#1: Conheça o mercado: planejar é prever em Gestão descomplicada para startups. 

O mercado está cada vez mais competitivo e para sua startup sair na frente, o CEO e outros gestores precisam estar preparados. Por isso, invista em pesquisa de mercado: conheça as tendências para seu setor de atuação. Esteja sempre antenado para os rumos da economia nacional.

Afinal, nenhuma empresa é uma ilha. Conecte-se também com a sua comunidade. Aqui em Floripa, por exemplo, a união do nosso ecossistema com certeza pesou muito para empresas como terem chego lá.

Investigue também as práticas da concorrência, mas vá além do preço: atendimento, experiência de compra e de pós-venda oferecida ao cliente, diferenciais do produto, etc… Saber quais são as formas utilizadas pela sua concorrência para encantar o cliente, vai lhe dar um impulso extra na hora de definir suas próprias estratégias e de alinhar o discurso de vendas com o seu time.

Por fim, esteja atento às demandas do mercado: conheça seu público-alvo e suas expectativas, de forma a poder não somente atendê-las, mas superá-las!

 

#2: Planejamento financeiro: metas a longo prazo

Um bom gestor deve conhecer a fundo o funcionamento de sua empresa, especialmente no que tange à gestão financeira – que convenhamos, é o verdadeiro tendão de Aquiles das empresas atualmente. Não é à toa que a maior parte das pequenas e médias iniciativas fecham as portas ainda nos primeiros dois anos de seu funcionamento…

Para começar, uma boa dica é montar um calendário financeiro. Avalie as principais movimentações financeiras da sua empresa, e disponha os dados em um calendário. Dessa forma, você poderá programar melhor as tarefas relacionadas à essas movimentações – compras, reposições, vendas, emissões de notas fiscais, etc – e acompanhar mais de perto o procedimento todo.

Utilize um ERP cloud que permita acompanhar os principais custos fixos da sua empresa ( software financeiro online completo) equipe, instalações físicas, estoques) e os seus custos variáveis. Um acompanhamento eficiente e em tempo real vai permitir identificar os gastos desnecessários e os desvios que podem ser corrigidos. A economia gerada por uma boa gestão poderá então ser reaplicado na sua empresa, gerando crescimento.

Por fim, estabeleça metas de crescimento e de vendas que estejam alinhadas às projeções de mercado do seu setor e à visão e aos objetivos da sua empresa. Essas metas, quando bem embasadas, vão nortear os investimentos da sua empresa, ajudando-a a se destacar no mercado. Conheça aqui metodologia OKR para te ajudar a criar e acompanhar metas.

#3: Melhoria contínua: avaliação de processos e feedback constante

Sempre há algo a ser melhorado na gestão para startups – essa é uma lição fundamental para qualquer CEO. A sua função, como administrador, é buscar os meios pelos quais essa melhoria pode chegar à sua empresa.  Repensar os processos do dia a dia, reduzindo o ruído organizacional e fortalecendo a comunicação interna da sua empresa, é um bom ponto de partida.

Busque igualmente acompanhar o desenvolvimento individual de cada um dos membros da sua equipe: afinal, eles são a engrenagem mais importante da sua empresa, e eles que vão garantir o crescimento e também passar para frente o espírito de startup.

Forneça feedback que valorize os méritos de cada um, mas que não maquie as áreas que precisam ser melhoradas. Honestidade e transparência são essenciais para o estabelecimento de uma liderança de sucesso.

#4: Invista em sua equipe: motivação é a chave

Sempre que possível, invista em treinamento para a sua equipe. Um bom treinamento interno, revisando os procedimentos padrão da empresa, o seu discurso de vendas, sua visão e valores, são sempre um diferencial na hora de manter a equipe alinhada quanto à identidade que representam.

Treinamentos externos, como workshops, vêm sempre à somar. Workshops que foquem em técnicas de vendas, relacionamento com o cliente, relacionamento interpessoal ou, ainda, que foquem na área de gestão, ampliam a visão de seus funcionários sobre o funcionamento da sua empresa e a forma como ela se insere no mercado, podendo ser o momento ideal para insights bastante positivos para a sua marca.

Por fim, uma equipe bem treinada e acompanhada não corre o risco de perder seu senso de propósito, e garante que sua empresa estará bem representada mesmo quando você, não estiver ali.

Afinal, quando se investe na equipe, a equipe também investe na empresa: é disso que se trata liderança, em última instância. Ser capaz de motivar a sua equipe a fazer bem feito e com boa vontade aquilo de que a sua empresa precisa para crescer.

#5: Otimize o seu tempo: utilize a tecnologia à seu favor para uma gestão descomplicada para startups

Um dos valores mais importantes deste século é, sem dúvida alguma, o tempo. Temos tudo ao alcance das mãos, tanta tecnologia, e não temos tempo para nada. Provavelmente nunca antes o ditado popular “tempo é dinheiro” foi tão verdadeiro! E isso vale especialmente para startups, e ainda mais para os CEOs, envolvidos na complexa atividade de liderar a equipe.

Para evitar perder o seu tempo com atividades burocráticas e rotineiras que são, ao mesmo tempo, vitais para o bom funcionamento, nada melhor do que recorrer à tecnologia. Já está familiarizado com o conceito de ERP?

Um ERP é um software que permite administrar em um só sistema todas as informações referentes ao seu negócio, tornando sua gestão muito mais ágil e eficaz. É possível realizar toda a gestão financeira do seu negócio, acompanhar em tempo real a situação de seus estoques, gerenciar cadastro de clientes, emitir nota fiscal e boletos, contatar fornecedores – com apenas um click!

Um bom ERP não será apenas uma ferramenta para registro de dados, pelo contrário! Vai te ajudar no planejamento estratégico da sua empresa, na medida em que permite cruzar os dados inseridos no sistema em diversos relatórios gerenciais. Acompanhar as variações com o controle de estoques, os resultados de suas ações marketing, realizar compensação bancária: a gestão para startups com certeza ficará mais fácil e rápida.

E o melhor: ainda economiza um recurso precioso – tempo – para reinvestir no que realmente importa: estar junto à sua equipe, ajudá-los a atingir as metas, e liderá-los rumo ao sucesso.

Agora, #BoraPraAction, colocar todos os conceitos na prática. Compartilhe essas dicas de gestão para startups com a sua rede, faça sua comunidade crescer junto com você!

por Gestão Click

 

Leave a Reply