Smartmoney: o que é e o que aceleração tem a ver com isso

Smart money: o que é?

Se dinheiro traz ou não felicidade não se sabe…Por si só, ele não é um smart money, e com certeza dinheiro por dinheiro, não traz crescimento para a sua empresa. A resposta para conseguir atrair smart money, é buscar por um programa de aceleração de startups que se encaixe com o perfil do seu mercado.

Depois de tirar a ideia do papel, o próximo passo normalmente, é pensar em captar investimentos. No entanto, se seu único foco no momento é aumentar a quantia de zeros na conta da empresa, você está fazendo isso muito errado.

A experiência em negócios iniciais é tão importante (ou até mais) quanto recursos financeiros. O ideal é unir investimento à pessoas que participem ativamente do desenvolvimento do seu negócio, compartilhando sua trajetória, contatos e conhecimento.

Mas, afinal o que é smart money?

É um dinheiro investido que agrega conhecimento. A expressão descreve investimentos que vão além do capital, mas em investidores que também entregam, de alguma forma, um diferencial importante para a startup.

Seja pela experiência no mercado em que a startup atua; contribuir com insights para o modelo de negócio; ou networking e acesso a players importantes.

Quando escolher seu investimento inteligente, recomendamos avaliar também o histórico do investidor no seu mercado de atuação. Isso além de conexão junto aos seus clientes potenciais, pode ser de grande valia para inserir sua startup no mercado da forma mais eficiente e ágil.

O que aceleração tem a ver com isso?

Os programas de aceleração normalmente oferecem mais do que dinheiro e uma mesa em uma incubadora. Afinal, qual a diferença entre aceleradora e incubadora? Clique aqui e entenda.

Dentre os diversos tipos de investimento, diferente de um investidor que provavelmente não estará presente no dia a dia da startup, a equipe de uma aceleradora acompanha e apoia as diversas etapas necessárias para o crescimento da sua startup.

Por isso, busque por programas de aceleração de startup que tenham pessoas com um forte background empreendedor e operacional em seu time. E também mentores que coloquem a mão na massa e sejam engajados.

No Darwin temos ainda um extra, um diferencial único no mundo inteiro (mesmo!!!): acompanhamento psicológico. Essencial para manter a saúde mental dos empreendedores, mediar conflitos e auxiliar para que as novas contratações estejam alinhadas com a cultura organizacional da empresa, com intuito de crescer mantendo o espírito de startup enxuta.

Pesquise também as verticais em que a aceleradora atua. Nós, por exemplo, buscamos startups do mercado de fintechs, insurtechs, big data e telecom. E temos como parceiros do nosso programa de aceleração de startups, os principais players desses mercados:

B3: a combinação entre a BM&FBOVESPA e a Cetip, maior companhia de infraestrutura de mercado financeiro do país.

CNseg: Confederação Nacional das Empresas de Seguros.

Neoway: atua na área de big data. Eles se definem como uma ‘intelligence plataform as a service’.

RTM: Rede de Telecomunicações para o Mercado Financeiro, é a maior provedora de serviços para integração do mercado financeiro.

Aqui seguimos o modelo de aceleração corporativa, aproximando os empreendedores dos parceiros do programa. Neste caso, os parceiros, citados acima, disponibilizam profissionais para mentorias em soluções de suas áreas de atuação.

É uma troca. Para os parceiros, representa uma aproximação do ecossistema de inovação. Para quem está começando, é um jeito alcançar o mercado e contar com a experiência de quem já está inserido nele. Veja aqui os principais diferenciais do programa de aceleração do Darwin Starter.

Como escolher o programa de aceleração ideal?

Evite aceleradoras generalistas ou aquelas que não tem o seu mercado como foco. Elas podem até ser incríveis, mas se a sua solução não for o core delas, dificilmente poderão ajudar sua startup ou auxiliar com insights para seu modelo de negócio. #Ficadica

Leia aqui os principais pontos a se analisar para escolher a aceleradora ideal. As dicas são do Felipe Kleinübing, CEO da Repasse Rápido, startup acelerada pelo Darwin no Batch #2.  

O segredo para captar investimentos corretamente é pensar de forma estratégia para atrair as pessoas e/ou empresas certas para dar suporte no desenvolvimento da sua solução, e não apenas seguir a lógica do seu bolso.

Leave a Reply